(H)A PROPÓSITO...

O que te move?

O que me move é saber que encontrei o propósito que eu buscava. Mas, muitas pessoas não acreditam ter essa sorte. Já cheguei a pensar que era uma delas. Mas percebi que tudo acontece ao seu tempo. Então não tem porque querer adiantar o processo.

Quantas vezes você já se percebeu procurando por um próposito, na vida pessoal, na vida profissional ou na vida como um todo? E como a gente sabe quando ele está aqui na nossa frente?

Acho que percebemos que estamos agindo em função de um propósito quando:

  • Nos sentimos preenchidos pelo que fazemos, apesar dos obstáculos que encontramos no caminho, apesar de pessoas ou mesmo da nossa própria consciência que tenta nos sabotar dizendo que não somos capazes e nosso esforço não vai fazer diferença, apesar do cansaço físico e emocional, apesar de ter que enfrentar vários (vários mesmo) desafios para andar 1 centímetro a mais que seja.
  • Passamos a nos comportar mais proativamente porque sabemos que mesmo que nem tudo dependa só de nós, precisamos dar pelo menos um primeiro passo...
  • ...e com isso ficamos cada vez mais confortáveis em sair da zona de conforto. É libertador!
  • Aprendemos mais e mais e mais, e queremos continuar aprendendo para compartilhar conhecimento, e não para reter.
  • Nos encontramos em um ambiente que as pessoas compartilham da sua visão de mundo e de seus valores, mas também sabem ouvir sem julgamento um ponto de vista particular.
  • Conseguimos alcançar a alma de outras pessoas com o que fazemos é da forma que fazemos.
  • Nos conectamos profundamente com nós mesmos.

Eu acredito que cada pessoa tem um propósito no mundo para torná-lo um lugar melhor para as outras pessoas. Porque tudo o que fazemos pensando em algo maior que nós próprios é válido, é importante e não pode ser depreciado.

Você ainda procura por esse propósito? Pois, eu te digo: não se preocupe porque ele virá. E quando vier aceite, abrace e pratique. Suas ações poderão, sim, impactar positivamente a vida de outras pessoas em algum momento.

Persista. Não deixe que ninguém julgue algo que você escolheu seguir e foi escolhido para você. E, acima de tudo, seja feliz no percurso. 

Texto: Giovana Kai -  polenprof, redatora e profissional de marketing digital